INFORMAÇÕES

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Araguaína (TO): Acadêmicos indígenas sofrem ameaças na UFT

"Eu não desejaria para ninguém. É uma dor que ao mesmo tempo dá força para a gente lutar e ir mais adiante", as palavras são do estudante indígena da Universidade Federal do Tocantins, Kayman Karajá, que teve o nome citado em um bilhete ameaçador.

Dois bilhetes foram encontrados na mochila de uma indígena.

Indígenas e outros estudantes do campus de Araguaína da UFT fizeram uma manifestação. Eles dançaram e cantaram na língua Karajá, em apoio ao estudante que foi ameaçado.

Em um deles, o autor que ainda não foi identificado faz ameaça: "Índio não tem vez aqui na UFT. Vou tirar todos os índios do meu caminho". No outro, dois indígenas são citados: "Primeiro vai ser a Raiane e Kainã fica esperto". (G1/TO)